Perfil clínico dos pacientes acometidos por lesão por pressão

  • Aglauvanir Soares Barbosa Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira
  • Emanuela Silva Oliveira Universidade de Fortaleza/UNIFOR https://orcid.org/0000-0002-9689-9000
  • Meirylane Gondim Leite Universidade de Fortaleza/UNIFOR https://orcid.org/0000-0002-2079-8262
  • Dayllanna Stefanny Lopes Lima Feitosa Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira
  • Rita Mônica Borges Studart Universidade de Fortaleza/UNIFOR
  • Tatiana de Medeiros Colletti Cavalcante Universidade de Fortaleza/UNIFOR
  • Paula Marciana Pinheiro de Oliveira Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira
Palavras-chave: Lesão por Pressão, Fatores de Risco, Pacientes Internados, Unidades de Terapia Intensiva, Cuidados de Enfermagem.

Resumo

Objetivo: avaliar o perfil clínico de pacientes acometidos por lesão por pressão em Unidade de Terapia Intensiva. Método: trata-se de um estudo descritivo transversal, realizado em hospital público terciário da cidade de Fortaleza. Foram inseridos no estudo 160 prontuários de pacientes que estiveram internados na unidade de terapia intensiva durante o ano de 2017 que desenvolveram lesão por pressão. Resultados: observou-se do total de prontuários analisados, 108 tiveram risco muito elevado de desenvolver lesão (67,5%), 49 manifestavam risco elevado (30,6%) e três deles, compreendiam a categoria de risco moderado para lesão por pressão (1,9%). Em relação a variável tempo de internação, 83 pacientes permaneceram internados por um período maior do que quatro semanas (51,9%). Sobre a quantidade de lesões, prevaleceu uma lesão nos casos avaliados (30,6%). Conclusão: conclui-se que o perfil clínico dos pacientes acometidos por lesão por pressão, prevaleceu pessoas maiores de 60 anos (54,4%), do sexo masculino (50,6%). 58 pessoas já entraram na UTI com LP (36,3%), e 55 desenvolveram LP na UTI, entre 1 a 2 semanas de internação na unidade (34,4%).

Biografia do Autor

Emanuela Silva Oliveira, Universidade de Fortaleza/UNIFOR

Especialização em Enfermagem em Terapia Intensiva, Universidade de Fortaleza/UNIFOR. Fortaleza (CE), Brasil.

Meirylane Gondim Leite, Universidade de Fortaleza/UNIFOR

Especialização em Enfermagem em Terapia Intensiva, Universidade de Fortaleza/UNIFOR. Fortaleza (CE), Brasil.

Dayllanna Stefanny Lopes Lima Feitosa, Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira

Mestranda, Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira/UNILAB. Especialização em Enfermagem em Terapia Intensiva, Universidade de Fortaleza/UNIFOR. Fortaleza (CE), Brasil.

Rita Mônica Borges Studart, Universidade de Fortaleza/UNIFOR

Doutora, Universidade de Fortaleza/UNIFOR. Fortaleza (CE), Brasil.

Tatiana de Medeiros Colletti Cavalcante, Universidade de Fortaleza/UNIFOR

Doutora, Universidade de Fortaleza/UNIFOR. Fortaleza (CE), Brasil.

Paula Marciana Pinheiro de Oliveira, Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira

Doutora, Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro Brasileira/UNILAB. Acarape (CE), Brasil.

Publicado
2019-08-12
Como Citar
BARBOSA, A.; OLIVEIRA, E.; LEITE, M.; FEITOSA, D. S.; STUDART, R. M.; CAVALCANTE, T. DE M.; OLIVEIRA, P. M. Perfil clínico dos pacientes acometidos por lesão por pressão. Revista Enfermagem Atual InDerme, v. 88, n. 26, 12 ago. 2019.