Conhecimento e uso do preservativo por idosos na prevenção do HIV/Aids:

nota prévia

Palavras-chave: Idoso, HIV/Aids, Enfermagem, Prevenção

Resumo

Objetiva-se avaliar o conhecimento e a prática do uso de preservativo pelo idoso na prevenção do HIV/Aids. Estudo descritivo e exploratório, de abordagem quantitativa, realizado em 5 casas noturnas da área urbana de Teresina, Piauí. Participaram 383 idosos com idade igual e superior a 60 anos. A coleta dos dados ocorreu por meio de questionário sociodemográfico, conhecimento e prática da prevenção do HIV/Aids, seguido de análise descritiva e inferencial. Os resultados preliminares mostraram  que 52,4%  dos participantes são do sexo feminino, 73,3% com faixa etária de 65 anos e 53,7% divorciados. Quanto ao conhecimento e uso do preservativo, 97,9% revelaram que a transmissão do HIV/Aids pode ocorrer sem o uso da camisinha; 13,8% apontaram que a transmissão pode ocorrer através do beijo; 39,4% sempre usam preservativo; 19,8% nunca usam camisinha e 61,8% justificaram o não uso por fazerem sexo sempre com o mesmo parceiro. Constatou-se que apesar de a maioria confirmar ser bem informado sobre a doença, houve muita divergência no conhecimento das formas de transmissão, demonstrando assim fragilidade no conhecimento. Dessa forma, é de extrema necessidade que os profissionais de saúde estabeleçam ações voltadas para orientação dessa população, no intuito de promoverem a prática sexual entre os idosos de forma mais segurança e livre de quaisquer danos à saúde.

 

Biografia do Autor

Ítalo Arão Pereira Ribeiro, UniNassau

Mestre em Enfermagem pelo Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da Universidade Federal do Piauí (PPGEnf/UFPI) (bolsista CAPES) (2017-2018). Membro do Grupo de Estudos e Pesquisas em Saúde Mental e Trabalho (GEPSAMT). Representante dos discentes (mestrado) do PPGEnf/UFPI durante o período letivo de 2017. Especialização em Enfermagem Psiquiátrica e Saúde Mental pela Faculdade Unyleya. Especialização em Docência do Ensino Superior pela Faculdade Evangélica do Meio Norte - FAEME (2011), MBA Auditoria em Serviços de Saúde pela UNINTER (2013) e Graduação em Enfermagem pelo Centro Universitário de Saúde, Ciências Humanas e Tecnológicas do Piauí - UNINOVAFAPI (2010). Possui experiência profissional como docente de nível médio e profissionalizante no Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial - SENAC, no curso Técnico em Enfermagem pela Secretaria de Educação e Cultura do Estado do Piauí - SEDUC e PRONATEC,Tutor/Professor no curso Técnico em Agente Comunitário de Saúde pela Rede e-Tec Brasil/UFPI e Tutor presencial no curso de Especialização em Saúde da Família pelo Centro de Educação à Distância - CEAD da Universidade Federal do Piauí - UFPI. Experiência assistencial como Enfermeiro da Estratégia de Saúde da Família - ESF, Enfermeiro do Programa Melhor em Casa, Coordenador de Enfermagem e RT no Serviços de Atendimento Móvel de Urgência - SAMU 192 e Enfermeiro Plantonista e Enfermeiro Executor da CCIH no Hospital Regional José Senador Cândido Ferraz - HRSCF, ambos no município de São Raimundo Nonato - PI; Tutor/Orientador do curso de Especialização Gestão em Saúde do Centro de Ensino à Distância da Universidade Federal do Piauí (CEAD/UFPI). Atualmente é Preceptor das disciplinas Estágio Supervisionado I ( Estratégia Saúde da Família) e Supervisionado II (Assistência hospitalar) na Faculdade UNINASSAU. Atua nas áreas de pesquisa em Saúde Mental, Álcool e outras drogas e Saúde do Trabalhador. E-mail: italoaarao@hotmail.com

Romualdo de Oliveira Dantas, Centro Universitário UNINOVAFAPI

Acadêmico do décimo período de Enfermagem pelo Centro Universitário UNINOVAFAPI. 

Adélia Dalva da Silva Oliveira, UNINOVAFAPI

Possui graduação em Enfermagem pela Universidade Federal do Piauí (1993), mestrado em Políticas Públicas pela Universidade Federal do Piauí (2006, Doutorado em Políticas Públicas pela Universidade Federal do Piauí (2016 e Pós Doutorado pela Universidade de São Paulo (2018). Atualmente é professora e coordenadora do curso de graduação em Enfermagem do Centro Universitário UNINOVAFAPI. Concursada da Fundação Municipal de Saúde e Secretaria do Estado de Saúde do Piauí. Tem experiência na área de Enfermagem, com ênfase em nefrologia, administração hospitalar e urgência.

Eliana Campelo Lago, Centro Universitário UNINOVAFAPI

Pós-doutoranda do Programa de Pós-graduação em Medicina Tropical da Universidade de Brasília-UNB no Núcleo de Pesquisa em Morfologia e Imunologia aplicada da Faculdade de Medicina ; (UNB); doutora em Biotecnologia - UFPI (2012), Mestre em Clínicas Odontológicas - UFPA (2006), graduada em Direito (2018), em Odontologia - UFPI (1996) e em Enfermagem - UFPI (1992). Na área de ODONTOLOGIA é especialista em Odontopediatria pela Universidade Federal do Pará-UFPA- 2003 e IMPLANTODONTIA pela ABCD - Associação Brasileira dos Cirurgiões Dentistas - ABCD - SEÇÃO PI (2013). Na área de Enfermagem é especialista em Enfermagem Obstétrica - UEPA (2002) e Enfermagem do Trabalho pela FACULDADE SÃO CAMILO-CEDAS - 1997. Na área de Direito cursa a Especialização em Direito e Processo do Trabalho- Faculdade CERS/Estácio de Sá. Foi Dentista Militar (1º Ten) do Ministério do Exército no ano de 1997-1998. Foi Enfermeira Militar (1º Ten) do Comando da Aeronaútica de 1998-2006. Foi professora substituta da disciplina de Materiais Dentários e Integração Multidisciplinar VI no curso de graduação em Odontologia da Universidade Federal do Pará - UFPA -2004-2006. Atualmente é plantonista da urgência odontológica no Hospital BUENOS AIRES-FMS; Coordenadora do Programa de Mestrado Profissional em Saúde da Família do Centro Universitário UNINOVAFAPI; Professora da Faculdade Integral Diferencial - FACID DEVRY e Professora da Universidade Estadual do Maranhão - UEMA. É membro da Revista FACID. É membro revisora da Revista UNINOVAFAPI. É revisora da REME, Revista Baiana de Enfermagem, Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia e Journal of Dentistry and Oral Hygiene. É sócia da ABENT - Associação Nacional de Enfermagem do Trabalho e ABEN - Associação Brasileira de Enfermagem - ABEN - PI. É professora da ABCD - Associação Brasileira de Odontologia nos cursos de especialização de Odontologia. É professora do Instituto LatoSensu nos cursos de especialização, aperfeiçoamento e atualização de Odontologia. Atua na área de Enfermagem com ênfase em ENFERMAGEM OBSTETRICA e ENFERMAGEM DO TRABALHO e na área de ODONTOLOGIA, com ênfase em CIRURGIA, IMPLANTODONTIA, ODONTOPEDIATRIA, TERAPÊUTICA ODONTOLÓGICA, ODONTOLOGIA PARA PACIENTES ESPECIAIS, ODONTOGERIATRIA. Em seu CURRICULO LATTES os termos mais frequentes na contextualização da produção científica, tecnológica e artístico-cultural são: Emergências Médicas, Polímeros, Estética, Pacientes Especiais e outros.

Francisca Cecília Rocha Viana, Centro Universitário UNINOVAFAPI

Doutoranda em Engenharia Biomédica pela UNIVAP (2016), Mestre em Enfermagem pela Universidade Federal do Piauí (UFPI), Graduada em Enfermagem pela Universidade Federal do Piauí (1986). Docente da Faculdade de Saúde, Ciências Humanas e Tecnológicas do Piauí do Curso de Enfermagem. Tem experiência na área de Enfermagem, com ênfase em Saúde do Adulto e do Idoso, Terapia Intensiva, Saúde da Família, Administração Hospitalar e Ética e Bioética. A linha de pesquisa é Envelhecimento, Cuidado e Saúde do Idoso.

Publicado
2019-08-07
Como Citar
RIBEIRO, ÍTALO A.; DANTAS, R.; OLIVEIRA, A.; LAGO, E.; VIANA, F. C. Conhecimento e uso do preservativo por idosos na prevenção do HIV/Aids:. Revista Enfermagem Atual InDerme, v. 88, n. 26, 7 ago. 2019.