A qualidade de vida do paciente portador de feridas neoplásicas: uma revisão integrativa

  • Marcela de Sousa Honorio dos Santos Freitas
  • Patrícia Quintans Cundines Pacheco
  • Sônia Regina de Souza

Resumo

RESUMO Objetivo: descrever e analisar as evidências científicas encontradas na literatura sobre a qualidade de vida do paciente portador de feridas neoplásicas.Metodologia: Trata-se de uma revisão integrativa da literatura. A busca ocorreu em agosto de 2016 nas seguintes bases de dados: Medline/Pubmed; Cinahl e Lilacs.Resultados:A busca resultou em 149 relatos; destes, somente 17 se adequaram aos critérios de elegibilidade e foram incluídos para análise. O controle dos sintomas físicos, como: dor, odor, exsudato, sangramento, trocas e ajustes dos curativos é citado em grande parte dos estudos como fator primordial para melhora da qualidade de vida. Também é apontado como essencial avaliar os aspectos psicossociais, assim como espirituais e sexuais. Sugere-se a utilização dos instrumentos para avaliação do cuidado. O nível de evidência da maioria dos estudos foi classificado como nível VII. Conclusão:Os resultados trouxeram evidências claras de que ao mesmo tempo em que os aspectos fisiológicos da doença e as feridas devem ser avaliadas criteriosamente, também a qualidade de vida do paciente deve ser levada em consideração, pois esse fator auxilia na sua maneira de enxergar o mundo e até mesmo no enfrentamento da doença e a vontade de viver. Descritores: Oncologia, ferimentos e lesões, qualidade de vida.

Publicado
2019-07-09
Como Citar
FREITAS, M. DE S. H. DOS S.; PACHECO, P. Q. C.; SOUZA, S. R. DE. A qualidade de vida do paciente portador de feridas neoplásicas: uma revisão integrativa. Revista Enfermagem Atual InDerme, v. 88, n. 26, 9 jul. 2019.