PROMOÇÃO DA SAÚDE DA MULHER ATRAVÉS DA ATUAÇÃO DAS RESIDÊNCIAS EM ENFERMAGEM OBSTÉTRICA: REVISÃO INTEGRATIVA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.31011/reaid-2024-v.98-n.2-art.2054

Palavras-chave:

Saúde da mulher, Enfermagem obstétrica, Promoção da saúde

Resumo

Objetivo: Identificar na literatura contribuições das residências em enfermagem obstétrica para a promoção da saúde da mulher. Método: Revisão integrativa da literatura realizada nas bases de dados Medical Literature Analysis and Retrieval System Online, Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde, Base de Dados em Enfermagem, Cumulative Index to Nursingand Allied Health Literature, SCOPUS e Web of Science. A avaliação do nível de evidência foi obtida por meio do método de MELNYK; FINEOUT-OVERHOLT. Os resultados incluídos envolvem 12 artigos publicados entre os anos de 2015 e 2021. Resultados: Dentre as principais contribuições da residência obstétrica para a promoção da saúde da mulher surgiram o cuidado humanizado, criação de vínculo, uso de métodos não invasivos e não farmacológicos promovidos por enfermeiros obstetras, empoderamento da mulher como protagonista e ressignificação do parto. Conclusão: A atuação da residência em enfermagem obstétrica contribui significativamente com a ampliação dos horizontes da prática do enfermeiro.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Barreto BL. Perfil epidemiológico da mortalidade materna no Brasil no período de 2015 a 2019. Rev Enferm Contemp [Internet]. 2021;10(1):127-33. doi: http://dx.doi.org/10.17267/2317-3378rec.v10i1.3709. DOI: https://doi.org/10.17267/2317-3378rec.v10i1.3709

Martins ACS, Silva LS. Perfil epidemiológico de mortalidade materna. Rev Bras Enferm [Internet]. 2018;71(Suppl 1):677-83. doi: http://dx.doi.org/10.1590/0034-7167-2017-0624. DOI: https://doi.org/10.1590/0034-7167-2017-0624

Arantes BM, Arantes KM, Freitas EAM, Limongi JE. Fatores de risco associados ao near miss materno em um hospital universitário: estudo de caso controle. Rev Saúde (Sta. Maria) [Internet]. 2021;47(1):1-14. doi: https://doi.org/10.5902/2236583464883 DOI: https://doi.org/10.5902/2236583464883

Ferreira KCB, Galvincio JC, Rodrigues LGL, Silva LGS, Albuquerque LSS, Costa RGB. Fatores de risco para o near miss materno no parto e pós-parto hospitalar. Saúde Coletiva [Internet]. 2021;11(69):1-7. doi: https://doi.org/10.36489/saudecoletiva.2021v11i69p7000. DOI: https://doi.org/10.36489/saudecoletiva.2021v11i69p8594-8607

Silva JA, Aoyama EA. A importância da enfermagem obstétrica na saúde da mulher brasileira. Rev Bras Interd Saúde [Internet]. 2020; 2(2):1-6. Available From: https://revistarebis.rebis.com.br/index.php/rebis/article/view/80#:~:text=A%20assist%C3%AAncia%20ao%20pr%C3%A9%20natal,com%20real%20benef%C3%ADcio%20%C3%A0%20clientela

Souza RAG, Silva TSA, Brito TBA, Nascimento CS, Santos LMA, Nery MTR, et al. O processo de construção da enfermagem obstétrica: uma revisão narrativa. Rev Eletrônica Acervo Saúde [Internet]. 2022;15(2):1-7. doi: https://doi.org/10.25248/REAS.e9743.2022. DOI: https://doi.org/10.25248/reas.e9743.2022

Tavares MOQL, Araújo ST, Sanches METL, Alburqueque EVS, Santos JV. Residency in Obstetric Nursing in the training of the leader: an experience report. Res Society Development. [Internet]. 2021;10(11):1-9. doi: https://doi.org/10.33448/rsd-v10i11.16499 DOI: https://doi.org/10.33448/rsd-v10i11.16499

Mendes KDS, Silveira RCCP, Galvão CM. Uso de gerenciador de referências bibliográficas na seleção dos estudos primários em revisão integrativa. Texto Contexto Enferm [Internet]. 2019; 28(e20170204): 1-13. doi: https://dx.doi.org/10.1590/1980-265X-TCE-2017-0204. DOI: https://doi.org/10.1590/1980-265x-tce-2017-0204

Moher D, Liberati A, Tetzlaff J, Altamn DD. Itens de relato preferidos para revisões sistemáticas e meta-análises: a declaração PRISMA. PloS Med [Internet]. 2009;6(7):336-41. doi: https://doi.org/10.1371/journal.pmed.1000097. DOI: https://doi.org/10.1371/journal.pmed.1000097

Melnyk BM, Fineout-Overholt E. Making the case for evidence-based practice. In: Melnyk BM, Fineout-Overholt E. Evidencebased practice in nursing & healthcare. A guide to best practice. Philadelphia: Lippincot Williams & Wilkins; 2011. p. 3-24.

Ursi ES, Galvão CM. Prevenção de lesões de pele no perioperatório: revisão integrativa da literatura. Rev. Latino Americana de Enferm [Internet]. 2006;14(1):124-31. doi: https://doi.org/10.1590/S0104-11692006000100017 DOI: https://doi.org/10.1590/S0104-11692006000100017

Whittemore R, Knafl K. A revisão integrativa: metodologia atualizada. J. adv. nurs [Internet]. 2005;52(5):546-53. Doi: https://doi.org/10.1111/j.1365-2648.2005.03621.x DOI: https://doi.org/10.1111/j.1365-2648.2005.03621.x

Oliveira TR, Barbosa AF, Alves VH. Rodrigues DP, Dulfe PAM, Marciel VL. Assistência ao parto domiciliar planejado: trajetória profissional e especificidades do cuidado da enfermeira obstétrica. Texto Contexto Enferm [Internet]. 2020; 29(e20190182):1-14. doi: https://doi.org/10.1590/1980-265X-TCE-2019-0182. DOI: https://doi.org/10.1590/1980-265x-tce-2019-0182

Medeiros RMK, Teixeira RC, Nicolini AB, Alvares AS, Corrêa ACP, Martins DP. Cuidados humanizados: a inserção de enfermeiras em um hospital de ensino. Rev Bras Enferm [Internet]. 2016;69(6):1029-36. doi: https://doi.org/10.1590/0034-7167-2016-0295. DOI: https://doi.org/10.1590/0034-7167-2016-0295

Silva ALS, Nascimento ER, Coelho EAC. Práticas de enfermeiras para promoção da dignificação, participação e autonomia de mulheres no parto normal. Escola Anna Nery [Internet]. 2015;19(3):424-431. doi: https://doi.org/10.5935/1414-8145.20150056. DOI: https://doi.org/10.5935/1414-8145.20150056

Silva GFS, Moura MAVM, Queiroz ABAQ, Pereira ALFP, Carvalho ALOC, Netto LAN. Possibilidades para a mudança do modelo obstétrico hegemônico pelas enfermeiras obstétricas. Rev enferm UERJ [Internet]. 2020; 28(e49421):1-6. doi: https://doi.org/10.12957/reuerj.2020.49421 DOI: https://doi.org/10.12957/reuerj.2020.49421

Costa RF, Santos I, Progianti JM. Competências das enfermeiras obstétricas como mediadoras do processo educativo: estudo sociopoético. Rev enferm UERJ [Internet]. 2016;24(4):1-6. doi: https://dx.doi.org/10.12957/reuerj.2016.18864 DOI: https://doi.org/10.12957/reuerj.2016.18864

Alves TCM, Coelho ASF, Sousa MC, Cesar NF, Silva PS, Pacheco LR. Contribuições da enfermagem obstétrica para as boas práticas no trabalho de parto e parto vaginal. Enferm. Foco [Internet]. 2019;10(4):54-60. doi: https://doi.org/10.21675/2357-707X.2019.v10.n4.2210. DOI: https://doi.org/10.21675/2357-707X.2019.v10.n4.2210

Reis TR, Zamberlan C, Quadros JS, Grasil JT, Moro ASS, Enfermagem obstétrica: contribuições às metas dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio. Rev. Gaúcha Enferm [Internet]. 2015;36:94-101. doi: https://dx.doi.org/10.1590/1983-1447.2015.esp.57393. DOI: https://doi.org/10.1590/1983-1447.2015.esp.57393

Quadros JS, Reis TLR, Colomé JS. Enfermagem obstétrica e educação para a saúde: contributos para a vivência do processo de parturição. Rev Rene [Internet]. 2016;17(4):451-158. Disponível em: http://periodicos.ufc.br/rene/article/view/4929

Ritter SK, Gonçalves AC, Gouveia HG. Práticas assistenciais em partos de risco habitual assistidos por enfermeiras obstétricas. Acta Paul Enferm [Internet]. 2020;33:1-8. doi: https://doi.org/10.37689/acta-ape/2020AO0284 DOI: https://doi.org/10.37689/acta-ape/2020AO0284

Duarte MR, Alves VH, Rodrigues DP, Souza KV, Pereira AV, Pimentel MM. Tecnologias de cuidado em enfermagem obstétrica: contribuição para o parto e nascimento. Cogitare enferm [Internet]. 2019;24:1-10. Disponível em: http://www.revenf.bvs.br/pdf/ce/v24/en_1414-8536-ce-24-e54164.pdf DOI: https://doi.org/10.5380/ce.v24i0.54164

Vargens OMC, Silva ACV, Progianti JM. Contribuição de enfermeiras obstétricas para consolidação do parto humanizado em maternidades no Rio de Janeiro-Brasil. Escola Anna Nery [Internet]. 2017;21(1):1-8. doi: https://doi.org/10.5935/1414-8145.20170015. DOI: https://doi.org/10.5935/1414-8145.20170015

Silva GF, Moura MAV, Martinez PA, Souza, IEO, Queiroz ABA, Pereira ALF. A formação na modalidade residência em enfermagem obstétrica: uma análise hermenêutico-dialética. Escola Anna Nery [Internet]. 2020; 24(4): 1-8. Doi: https://doi.org/10.1590/2177-9465-EAN-2019-0387. DOI: https://doi.org/10.1590/2177-9465-ean-2019-0387

Ramos TM, Rennó HMS. A formação na residência de enfermagem em Atenção Básica/Saúde da Família na perspectiva dos egressos. Rev Gaúcha Enferm [Internet]. 2018;39(e20180017):1-9. Doi: https://doi.org/10.1590/1983-1447.2018.2018-0017. DOI: https://doi.org/10.1590/1983-1447.2018.2018-0017

Junior ARF, Brandão LCS, Teixeira ACMF, Cardoso AMR. Potencialidades e limitações da atuação do enfermeiro no Centro Parto Normal. Escola Anna Nery [Internet]. 2021;25(2):1-8. doi: https://doi.org/10.1590/2177-9465-EAN-2020-0080. DOI: https://doi.org/10.1590/2177-9465-ean-2020-0080

Raznievski, LFS, Fettermann, FA, Rosa AB, Bordignon, JS, Freitas HMB, Donaduzzi, DSS. Boas práticas de assistência ao parto e nascimento: percepções de enfermeiras da Atenção Básica. Rev. Enferm. UFSM-REUFSM [Internet]. 2020;10(34): 1-18. Doi: https://doi.org/10.5902/2179769238887. DOI: https://doi.org/10.5902/2179769238887

Trindade IQO, Machado JR, Borges MC, Lima RN. Atuação do enfermeiro obstétrico no parto humanizado. Rev Ibero-Americana de Humanidades, Ciências Educ [Internet]. 2023;9(7):1834-44. doi: https://doi.org/10.51891/rease.v9i7.10765. DOI: https://doi.org/10.51891/rease.v9i7.10765

Velho MB, Bruggemam OM, McCourt C, Gama SGN, Knobel R, Gonçalves AC, et al. Modelos de assistência obstétrica na Região Sul do Brasil e fatores associados. Cad. Saúde Pública 2019;35(3):1-15. doi: https://doi.org/10.1590/0102-311X00093118. DOI: https://doi.org/10.1590/0102-311x00093118

Jacob TNO, Rodrigues DP, Alves VH, Reis LC, Ferreira ES, Carneiro MS, et al. A autonomia da enfermagem obstétrica na assistência no Centro de Parto Normal. Avances en Enfermería [Internet]. 2022;40(3):1-13. doi: http://doi.org/10.15446/av.enferm.v40n3.93559. DOI: https://doi.org/10.15446/av.enferm.v40n3.93559

Gomes CM, Oliveira MPS, Lucena PO. Atuação do enfermeiro na promoção do parto humanizado. Rev. Recien [Internet]. 2020;10(29):180-188. Disponível em: https://www.recien.com.br/index.php/Recien/article/download/352/pdf_1 DOI: https://doi.org/10.24276/rrecien2358-3088.2020.10.29.180-188

Lima EC, Conceição GN, Nascimento PL. Uso do partograma como uma tecnologia facilitadora na enfermagem obstétrica. Rev. Eletrôn. Atualiza Saúde 2021;9(9):59-65. Disponível em: https://atualizarevista.com.br/wp-content/uploads/2021/08/Uso-do-partograma-como-uma-tecnologia-facilitadora-na-enfermagem-obstetrica-v-9-n-9.pdf

Fonseca MJF, Santana VP, Fonseca LF, Silva TPA, Belo RMO. Educação em saúde como ferramenta para o cuidado às gestantes e puérperas: revisão de literatura. Braz. J. of Develop [Internet]. 2020; 6(10): 76885-96. doi: https://doi.org/10.34117/bjdv6n10-205. DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n10-205

Lima F, Martins CA, Mattos DV, Martins K. Educação permanente em saúde como fortalecimento da enfermagem obstétrica. Rev enferm UFPE [Internet]. 2018;12(2):391-97. doi: https://doi.org/10.5205/1981-8963-v12i2a23550p391-397-2018 DOI: https://doi.org/10.5205/1981-8963-v12i2a23550p391-397-2018

Magalhães TTS, Taffener VBM. Dificuldades para a atuação autônoma do enfermeiro obstetra no Brasil. REVISA [Internet]. 2020;9(4):685-97. doi: https://doi.org/10.36239/revisa.v9.n4.p685a697 DOI: https://doi.org/10.36239/revisa.v9.n4.p685a697

Publicado

06-05-2024

Como Citar

1.
Gomes da Siva Sousa J, Gonçalves de Souza RA, da Silva Quirino G, Alves da Silva AK, de Freitas Lavor S, Adriano da Silva HT, Rodrigues de Oliveira V, Nunes de Miranda FA. PROMOÇÃO DA SAÚDE DA MULHER ATRAVÉS DA ATUAÇÃO DAS RESIDÊNCIAS EM ENFERMAGEM OBSTÉTRICA: REVISÃO INTEGRATIVA. Rev. Enferm. Atual In Derme [Internet]. 6º de maio de 2024 [citado 23º de junho de 2024];98(2):e024314. Disponível em: http://revistaenfermagematual.com.br/index.php/revista/article/view/2054

Edição

Seção

ARTIGO DE REVISÃO