Análise do tempo de prática de exercício físico na qualidade de vida da pessoa idosa

  • FRANCISCO DIMITRE RODRIGO PEREIRA SANTOS Unidade de Ensino Superior do Sul do Maranhão
  • Emanuella Machado Feitosa Unidade de Ensino Superior do Sul do Maranhão
  • Letícia Bezerra Brito Unidade de Ensino Superior do Sul do Maranhão
  • Patrícia Silva Sousa Unidade de Ensino Superior do Sul do Maranhão
  • Teila Sousa Sabino Unidade de Ensino Superior do Sul do Maranhão
Palavras-chave: Idoso; Qualidade de vida; Exercício físico.

Resumo

O objetivo foi de analisar se o tempo de prática de exercícios físicos em grupo influência na qualidade de vida da pessoa idosa. Tratou-se de uma pesquisa transversal com abordagem quantitativa aprovada pelo Comitê de Ética de Pesquisa em Seres Humanos da Universidade Federal do Maranhão, com parecer n. 1.165.116, com uma amostra composta por 52 idosos, divididos em dois grupos, de acordo com o tempo de prática de exercício físico; grupo I, composto por idosos com até um ano de prática de exercício físico e o grupo II, por idosos que praticavam exercício físico a mais de um ano. Para avaliar a qualidade de vida foi utilizado o questionário WHOQOL-BREF composto por 26 questões, que estão dispostas em quatro domínios (físico, psicológico, relações sociais e meio-ambiente). Os dados foram analisados pelo programa BioEstat 5.0; utilizando o teste t. Os resultados evidenciaram que ambos os grupos apresentam escores ≥ a 3, apontando que os idosos estudados possuem uma boa qualidade de vida independentemente do tempo de prática; sendo o exercício físico um determinante para a melhora da qualidade de vida da pessoa idosa. Dentre os domínios analisados as relações sociais foi o domínio que apresentou uma melhora mais acentuada no grupo com mais tempo de prática de exercício físico. Conclui-se que o exercício físico é determinante na qualidade de vida da terceira idade independente do tempo de prática.

Biografia do Autor

FRANCISCO DIMITRE RODRIGO PEREIRA SANTOS, Unidade de Ensino Superior do Sul do Maranhão

Fisioterapeuta. Especialista em Fisioterapia Gerontológica e Geriátrica. Mestre em Ciências da Saúde. Doutorando em Engenharia Biomédica pela Universidade do Vale do Paraíba. Docente da Unidade de Ensino Superior do Sul do Maranhão-IESMA/UNISULMA.

Emanuella Machado Feitosa, Unidade de Ensino Superior do Sul do Maranhão

Fisioterapeuta. Especialista em Fisioterapia Traumato-Ortopédica e Desportiva. Mestranda em Bioengenharia pela Universidade do Vale do Paraíba. Docente da Unidade de Ensino Superior do Sul do Maranhão-IESMA/UNISULMA.

Letícia Bezerra Brito, Unidade de Ensino Superior do Sul do Maranhão

Acadêmica do curso de Fisioterapia da Unidade de Ensino Superior do Sul do Maranhão-IESMA/UNISULMA.

Patrícia Silva Sousa, Unidade de Ensino Superior do Sul do Maranhão

Acadêmica do curso de Fisioterapia da Unidade de Ensino Superior do Sul do Maranhão-IESMA/UNISULMA

Teila Sousa Sabino, Unidade de Ensino Superior do Sul do Maranhão

Acadêmica do curso de Fisioterapia da Unidade de Ensino Superior do Sul do Maranhão-IESMA/UNISULMA.

Publicado
2019-08-12
Como Citar
PEREIRA SANTOS, F. D.; MACHADO FEITOSA, E.; BEZERRA BRITO, L.; SILVA SOUSA, P.; SOUSA SABINO, T. Análise do tempo de prática de exercício físico na qualidade de vida da pessoa idosa. Revista Enfermagem Atual InDerme, v. 88, n. 26, 12 ago. 2019.