Representações sociais por mães com filhos em tratamento de câncer

Social representations by mothers with children in cancer treatment

  • Márcia Astrês Fernandes UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUI http://orcid.org/0000-0001-9781-0752
  • Alane Jhaniele Soares Universidade Estadual do Piaui
  • Mônica Madeira Martins Ferraz Universidade Estadual do Piaui
  • Francisca Aline Amaral da Silva Universidade Estadual do Piaui
  • Joyce Soares Silva Universidade Federal do Piaui
  • Rosa Jordana Carvalho Universidade Federal do Piaui
Palavras-chave: Câncer; Representações Sociais; Mães; Filhos.

Resumo

Introdução: durante o tratamento do câncer pediátrico o papel de cuidar em geral é designado à mãe, estas passam por diversas dificuldades no decorrer do tratamento. Uma das formas de identificar as adversidades e a forma com que as mães lidam com a mudança brusca de vida é por meio da Teoria das Representações Sociais. Objetivo: apreender as representações sociais das mães de crianças em tratamento oncológico acerca do câncer e de seu estado mental no enfrentamento do mesmo. Metodologia: trata-se de um estudo qualitativo de abordagem descritivo-explicativa, que ocorreu em uma instituição de tratamento oncológico filantrópica no município de Teresina (PI), Brasil. A coleta de dados ocorreu no mês de novembro de 2016 com 17 mães. Resultados: as falas que os sujeitos atribuíram foram classificados nas categorias temáticas: Representações sociais por mães de crianças com câncer sobre o câncer, Representações sociais por mães sobre o tratamento do câncer, Representações sociais das mães sobre seus filhos, e Representações sociais das mães sobre seus sentimentos, onde observou-se que principalmente o medo da perda de um filho e a mudança brusca de rotina e o longo período de tratamento são as adversidades mais difíceis de ser superadas. Conclusão: este estudo revelou a realidade das mães e seus filhos em tratamento do câncer, de modo preponderante, o significado de câncer e do tratamento do mesmo, evidenciando a importância do enfermeiro durante esse processo.

Biografia do Autor

Márcia Astrês Fernandes, UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUI

Enfermeira. Doutora em Ciências pela Universidade de São Paulo (USP). Docente da Universidade Federal do Piauí (UFPI).

Alane Jhaniele Soares, Universidade Estadual do Piaui

Enfermeira graduada pela Universidade Estadual do Piauí – UESPI.

Mônica Madeira Martins Ferraz, Universidade Estadual do Piaui

Enfermeira. Professora Assistente da Universidade Estadual do Piauí.  Mestre em Genética e Toxicologia Aplicada- ULBRA.

Francisca Aline Amaral da Silva, Universidade Estadual do Piaui

Enfermeira. Professora Assistente da Universidade Estadual do Piauí.  Mestre em Enfermagem pela Universidade Federal do Piauí.

Joyce Soares Silva, Universidade Federal do Piaui

Enfermeira e mestranda  pela Universidade Federal do Piauí.

Rosa Jordana Carvalho, Universidade Federal do Piaui

Enfermeira graduada pela Universidade Federal do Piauí (UFPI).

Publicado
2019-09-26
Como Citar
FERNANDES, M.; SOARES, A.; FERRAZ, M.; AMARAL DA SILVA, F.; SILVA, J.; CARVALHO, R. Representações sociais por mães com filhos em tratamento de câncer. Revista Enfermagem Atual InDerme, v. 89, n. 27, 26 set. 2019.