A violência obstétrica na percepção dos profissionais que assistem ao parto

  • Rosana Alves de Melo Universidade Federal do Vale do São Francisco
  • Gessyka Mayara Soares Gomes Universidade Federal do Vale do São Francisco
  • Flávia Emília Cavalcante Valença Fernandes Universidade de Pernambuco
  • Rejane Cristiany Lins de França Pereira Universidade Federal do Vale do São Francisco
Palavras-chave: Violência. Violação dos direitos humanos. Violência contra a mulher. Assistência à saúde. Obstetrícia

Resumo

Objetivo: conhecer a percepção dos profissionais médicos e enfermeiros de um hospital público de referência materno-infantil acerca a violência obstétrica. Método: Trata-se de uma pesquisa descritiva exploratória, de natureza qualitativa, com 22 profissionais de saúde. A coleta dos dados ocorreu entre agosto e novembro de 2017, através de entrevista semiestruturada, sendo realizada análise de conteúdo temática. Resultados: A maioria dos entrevistados compreendem o que se configura como violência obstétrica, no entanto, muitos mostraram desconhecer as condutas a serem tomadas diante dos casos, reconhecendo-se como potenciais agressores diante das diversas situações de sobre carga e estresse do cotidiano de trabalho. Conclusão: Assim, torna-se importante, introduzir o tema da violência obstétrica nas discussões atualizadas, através de uma abordagem multidisciplinar, incentivando pesquisas e produções sobre o problema em questão, no sentido de sensibilizar e voltar as atenções à essa problemática em todos os períodos do parto.

Biografia do Autor

Rosana Alves de Melo, Universidade Federal do Vale do São Francisco

Enfermeira. Doutora em Inovação Terapêutica. Docente adjunta do colegiado de enfermagem da Universidade Federal do Vale do São Francisco.

Gessyka Mayara Soares Gomes, Universidade Federal do Vale do São Francisco

Enfermeira, Mestranda em Ciências da Saúde e Biológicas.

Flávia Emília Cavalcante Valença Fernandes, Universidade de Pernambuco

Enfermeira. Doutora em Inovação Terapêutica. Docente adjunta do Colegiado de Enfermagem da Universidade de Pernambuco.

Rejane Cristiany Lins de França Pereira, Universidade Federal do Vale do São Francisco

Enfermeira. Mestranda em Ciências da Saúde e Biológicas.

Publicado
2020-04-06
Como Citar
DE MELO, R.; GOMES, G. M.; FERNANDES, F. E.; PEREIRA, R. C. A violência obstétrica na percepção dos profissionais que assistem ao parto. Revista Enfermagem Atual In Derme, v. 91, n. 29, 6 abr. 2020.