As dificuldades vivenciadas pelos profissionais de enfermagem no atendimento pré-hospitalar

The difficulties experienced by nursing professionals in prehospital care

Palavras-chave: Assistência pré-hospitalar; Urgência. Enfermagem em emergência; Serviços Médicos de Emergência.

Resumo

Introdução: O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) é responsável por oferecer um atendimento precoce a vítima após ter ocorrido algum agravo a sua saúde, proporcionando um atendimento adequado e de qualidade no local em que o usuário se encontra e o transporte precoce ao local mais adequado à resolução do problema de saúde até os serviços de saúde fixos, hierarquizado e integrado ao Sistema Único de Saúde (SUS). Existem inúmeras situação que podem atrapalhar o atendimento, como locais imprevisíveis, materiais e recursos humanos limitados e apropriados para garantir a assistência de saúde a vítima, podendo afetar diretamente a qualidade do atendimento prestado.  Objetivo: Compreender as dificuldades vivenciadas pela enfermagem no atendimento pré-hospitalar. Métodos: Estudo qualitativo, não experimental, exploratório descritivo transversal realizado através entrevista semiestruturada gravada com os profissionais de enfermagem do SAMU de Araçatuba-SP. Resultados: Participaram do estudo 16 profissionais de enfermagem do SAMU, a maioria do sexo feminino, com idade média de 38 anos, metade dos participantes eram enfermeiros e outra metade técnicos de enfermagem do serviço. Os discursos foram submetidos à Análise de Conteúdo de Bardin, emergindo nas categorias: Desconhecimento populacional da função do SAMU; Dificuldades com a Central de Regulação; Estratégias de melhorias para o serviço. Conclusão O estudo permitiu a reflexão dos profissionais acerca da atuação no serviço, instigando as reflexões apresentando possíveis estratégias para melhoria da realidade.

Publicado
2020-04-06
Como Citar
CANESIN, D.; LOVADINI, V.; SAKAMOTO, S. As dificuldades vivenciadas pelos profissionais de enfermagem no atendimento pré-hospitalar. Revista Enfermagem Atual In Derme, v. 91, n. 29, 6 abr. 2020.