Estudo do estado nutricional, imagem corporal e atitudes para transtornos alimentares em acadêmicas de nutrição

  • Francisco das Chagas Araújo Sousa Universidade Estadual do Piaui https://orcid.org/0000-0001-8086-2150
  • Jadna Cecilia Rodrigues Oliveira
  • Flavio Ribeiro Alves Universidade Federal do Piauí
  • Wenderson Costa da Silva Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão
  • Renan Paraguassu de Sá Rodrigues Universidade Federal do Piauí
  • Andrezza Braga Soares da Silva
  • Laecio da Silva Moura
  • Jefferson Rodrigues Araújo
  • Anaemilia das Neves Diniz
  • Kelvin Ramon da Silva Leitão Universidade Federal do Piauí
  • Rogério Cruz Mendes Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão
  • Eduardo Brito da Silva Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão
Palavras-chave: Estado Nutricional; Imagem Corporal; Transtornos da Alimentação e da Ingestão de Alimentos

Resumo

Os transtornos alimentares são caracterizados por consumo alimentar irregular, compulsão e obsessão pela comida, dietas restritivas e comportamentos purgativos. Já a imagem corporal refere-se à figura existente na mente do indivíduo acerca do tamanho, forma e estrutura de seu corpo. Este trabalho tem como objetivo ava­liar a insatisfação da imagem corporal, atitudes para transtorno alimentares e estado nutricional das acadêmicas de nutrição. Tratou-se de uma pesquisa de campo descritiva, transversal, com abordagem quantitativa envolvendo 65 estudantes do curso de nutrição do UniFcema para avaliar a insatisfação da imagem corporal através do questionário Body Shape Questionnaire (BSQ), atitudes para transtornos alimentares com o questionário de  Eating Atti­tudes Test (EAT-26), estado nutricional, e um questionário contendo variáveis socioeconômicas, estilo de vida e saúde. A amostra foi constituída por 65 participantes universitárias, na qual a faixa etária de idade variou entre 18 a 31 anos. De acordo com o IMC das alunas do 1º, 4º e 8º período de nutrição pode-se observar que o estado nutricional variou de eutrofico à obesidade, prevalecendo o estado de eutrofia, sendo esse grupo o mais insatisfeito com a sua imagem corporal e com maior risco de desenvolver transtornos alimentares, porém vale a pena ressaltar que nem todas apresentam insatisfação da sua imagem corporal e risco para desenvolver transtornos alimentares. Concluir-se essa pesquisa de acordo com os dados, que há relação entre a insatisfação da imagem corporal, atitudes de risco para desenvolvimento de transtornos alimentares e estado nutricional das universitárias.

Biografia do Autor

Francisco das Chagas Araújo Sousa, Universidade Estadual do Piaui

Professor Adjunto do Centro de Ciências da Sa´ude no departamento de Medicina sendo responsável pela disciplina de Fisiologia.

Publicado
2020-09-04
Como Citar
1.
Sousa F das, Oliveira J, Alves F, Silva W, Rodrigues R, Silva A, Moura L, Araújo J, Diniz A, Leitão K, Mendes R, Silva E. Estudo do estado nutricional, imagem corporal e atitudes para transtornos alimentares em acadêmicas de nutrição. REAID [Internet]. 4set.2020 [citado 20jun.2021];93(31):e-20040. Available from: http://revistaenfermagematual.com.br/index.php/revista/article/view/644
Seção
ARTIGO DE REFLEXÃO