Reações adversas em pacientes oncológicos após tratamento radioterápico

Adverse reactions in oncological patients after radiotherapy treatment

Palavras-chave: Radioterapia, Radiação Ionizante, Oncologia

Resumo

Objetivo: Descrever reações adversas após tratamento radioterápico em pessoas com câncer
atendidas em um ambulatório de radioterapia. Metodologia: Trata-se de um estudo documental por
meio da coleta de dados em prontuários clínicos. Foram avaliados 436 pacientes que realizaram
tratamento radioterápico em busca de episódios de reações adversas registrados nos prontuários.
Foram elegíveis os pacientes maiores de 18 anos com diagnóstico de neoplasia (confirmado por
laudos citopatológicos e/ou histopatológico) que realizaram cinco ou mais sessões de radioterapia
entre 2015 e 2016. Resultados: 353 prontuários clínicos foram incluídos (83,6%) e 1.390 reações
associadas ao tratamento radioterápico foram descritas nestes pacientes, sendo 53,2% mulheres. As
reações adversas mais frequentes relacionadas à radioterapia foram dor (14%), radiodermite (9%) e
falta de apetite (8%). 69% dos pacientes não apresentavam sinais ou sintomas antes do diagnóstico,
sendo 25% diagnosticados com adenocarcinoma. A técnica de radioterapia mais utilizada foi a 3D
(67%), com cerca de 30 frações (14%) e 5000 Gy como dose total planejada (17%). 70% dos
pacientes que apresentaram reações adversas possuíam ao menos uma comorbidade. Conclusão: A
radioterapia pode estar associada à diversas reações adversas, variando os sinais e sintomas nos
pacientes acometidos. A prevenção e o manejo destas condições podem potencializar o tratamento,
reduzindo a morbidade e a mortalidade, além de proporcionar qualidade de vida aos pacientes com
câncer.

Biografia do Autor

Simone Yuriko Kameo, Dr., Universidade Federal de Sergipe

Departamento de Educação em Saúde, Universidade Federal de Sergipe - campus Lagarto

Tiago Vasconcelos Fonseca, Sr., Universidade Federal de Sergipe

Departamento de Medicina de Lagarto, Universidade Federal de Sergipe - campus Lagarto

Ricardo Barbosa Lima, Sr., Universidade Federal de Sergipe

Departamento de Odontologia de Lagarto, Universidade Federal de Sergipe - campus Lagarto

Andressa Cabral Vassilievitch, Sra., Universidade Federal de Sergipe

Departamento de Medicina de Lagarto, Universidade Federal de Sergipe - campus Lagarto

Glebson Moura Silva, Dr., Universidade Federal de Sergipe

Departamento de Enfermagem de Lagarto, Universidade Federal de Sergipe - campus Lagarto

Pabliane Matias Lordelo Marinho, Dr., Universidade de São Paulo

Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo

Luiz Eduardo Andrade Macêdo, Sr., Universidade Federal de Sergipe

Universidade Federal de Sergipe

Bruno Ferreira Amorim, Sr., Universidade Federal de Sergipe

Departamento de Medicina de Lagarto, Universidade Federal de Sergipe - campus Lagarto

Jéssica dos Santos Costa, Sr., Universidade Federal de Sergipe

Departamento de Enfermagem de Lagarto, Universidade Federal de Sergipe - campus Lagarto

Namie Okino Sawada, Dr., Universidade Federal de Alfenas

Escola de Enfermagem, Universidade Federal de Alfenas

Publicado
2020-06-29
Como Citar
1.
Kameo S, Fonseca T, Lima R, Vassilievitch A, Silva G, Marinho P, Macêdo LE, Amorim B, Costa J, Sawada N. Reações adversas em pacientes oncológicos após tratamento radioterápico. REAID [Internet]. 29jun.2020 [citado 30nov.2020];92(30). Available from: http://revistaenfermagematual.com.br/index.php/revista/article/view/698