PERFIL EPIDEMIOLÓGICO DAS REINTERNAÇÕES DE CRIANÇAS DE UM HOSPITAL PÚBLICO RELACIONADAS À VULNERABILIDADE SOCIAL

Autores

DOI:

https://doi.org/10.31011/reaid-2022-v.96-n.38-art.1377

Palavras-chave:

Vulnerabilidade social; Hospitalização; Criança hospitalizada; Readmissão do paciente; Saúde Pública.

Resumo

Objetivo: caracterizar o perfil epidemiológico de crianças reinternadas em um hospital público relacionadas à vulnerabilidade social em 2019. Metodologia: pesquisa descritiva, quantitativa do tipo transversal. Os dados foram obtidos a partir dos prontuários eletrônicos do sistema de informação de internação hospitalar da instituição. A pesquisa    __obedeceu às normas contidas na Resolução n.o 466/12 e foi aprovada sob Parecer n.o 4.124.478 do Comitê de Ética. Resultados: foram internados 1.542 pacientes pediátricos; destes, 133 reinternaram em 2019. Prevaleceu o sexo masculino totalizando 75 (56,3%); a raça/cor branca 93 (69,9%); e a idade entre zero e seis anos, com concentração na faixa etária <1 ano, 69   (51,8%). As doenças respiratórias foram as principais causas de reinternação, 100 (75,1%). Conclusão: é substancial que haja o fortalecimento do reconhecimento dos sinais de gravidade das condições sensíveis à atenção primária, a fim de evitar complicações suscetíveis ao tratamento hospitalar. Novos estudos, especialmente multicêntricos, são necessários.

Palavras-chave: Vulnerabilidade social; Hospitalização; Criança hospitalizada; Readmissão do paciente; Saúde Pública.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marlize da Silva, Universidade Federal do Rio Grande do Sul/ UFRGS

Especialista pelo Programa de Residência em Saúde da Criança Violência e Vulnerabilidades pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Morgana Thaís Carollo Fernandes, Universidade Federal do Rio Grande do Sul/ UFRGS

Membro do banco de avaliadores da Avaliação Especial da Educação Superior (AEES) da Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior (SERES), vinculada ao Ministério da Educação (MEC), Professora Colaboradora da Residência Multiprofissional em Saúde da Criança e Pesquisadora Associada do Programa de Extensão e Pesquisa em Saúde Urbana, Ambiente e Desigualdades da Universidade do Rio Grande do Sul (UFRGS).

ALEXANDER DE QUADROS, Grupo Hospitalar Conceição

Bacharel em Enfermagem pelo Centro Universitário Feevale (2005). Mestrado em Educação pelo Programa de Pós-graduação em Educação (PPGEDU) da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (2012). Vice Presidente da RENRAENSP núcleo Porto Alegre ( Rede Brasileira de Segurança do Paciente) Desde 2019. Presidente da SOBENFeE/RS (Sociedade Brasileira de Feridas e Estética) Desde 2019. Especialista em Docência do Ensino Superior em Saúde (2007) . Especialização em Terapia Intensiva (2008). MBA em Gestão Contemporânea de Pessoas (2010). Especialista em Gerontologia e Saúde do Idoso (2015); Especialista em Segurança do Paciente ( 2017). Especialista em Acupuntura (2018). E Especialização em Enfermagem Estética (2018). Trabalhou com consultoria e treinamento para Ministério da Saúde de Angola (MINSA) nas áreas de urgência e emergência 2008 a 2010. Consultor do Grupo de Lesões do Grupo Hospitalar Conceição. Professor do Curso de Enfermagem das faculdades Integradas de Taquara (FACCAT) desde 2013.

Publicado

2022-05-12

Como Citar

1.
Silva M da, Fernandes MTC, QUADROS AD. PERFIL EPIDEMIOLÓGICO DAS REINTERNAÇÕES DE CRIANÇAS DE UM HOSPITAL PÚBLICO RELACIONADAS À VULNERABILIDADE SOCIAL. Rev. Enferm. Atual In Derme [Internet]. 12º de maio de 2022 [citado 27º de junho de 2022];96(38):e-021249. Disponível em: https://revistaenfermagematual.com.br/index.php/revista/article/view/1377

Edição

Seção

ARTIGO ORIGINAL