ESTRATÉGIAS DE ENFERMAGEM VOLTADAS À PREVENÇÃO DE LESÃO POR PRESSÃO NO AMBIENTE HOSPITALAR

Autores

DOI:

https://doi.org/10.31011/reaid-2024-v.98-n.1-art.2029

Palavras-chave:

Prevenção; Lesão por Pressão; Enfermagem; Cuidados de Enfermagem; Assistência Hospitalar.

Resumo

Objetivo: apresentar estratégias de enfermagem para a prevenção de Lesões por Pressão no ambiente hospitalar.

Métodos: revisão integrativa da literatura, realizada em julho de 2023. Para o levantamento dos artigos foi realizada buscas eletrônicas nas bases de dados: Base de Dados de Enfermagem (BDENF), Medical Literature Analysis and Retrieval System Online (MEDLINE)/ PubMed, Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS), Índice Bibliográfico Español en Ciencias de la Salud (IBECS), Scientific Electronic Library Online (SciELO), Web of Science e Cumulative Index to Nursing and Allied Health Literature (CINAHL).

Resultados: a amostra foi composta por cinco estudos, que apresentaram ações estratégicas para uma cultura de prevenção das lesões pela equipe de enfermagem. As mais elencadas foram: mudança de decúbito e avaliação da pele.

Conclusões: o estudo permitiu sintetizar as principais estratégias de promoção e prevenção mais adotadas pela equipe de enfermagem para a redução de Lesões por Pressão no ambiente hospitalar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Belarmino Santos Sousa Júnior, Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Recife-PE.

Enfermeiro. Professor da Faculdade integrada CETE-FIC, Garanhuns/PE. Doutorando em Enfermagem da Universidade Federal de Pernambuco(UFPE), Recife-PE.

Sarah Gabrielle Ramos de Lima, Faculdade Integrada CETE-FIC, Garanhuns/PE

Acadêmica de Enfermagem. Faculdade Integrada CETE-FIC, Garanhuns/PE.

Bárbara Maria Lopes da Silva Brandão, Universidade Federal da Paraiba (UFPB)

Enfermeira. Professora da Faculdade Integrada CETE - FIC, Garanhuns/PE. Mestre em Enfermagem (UFPB).

Vânia Pinheiro Ramos, Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Recife-PE.

Enfermeira. Professora Adjunta da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Recife-PE.

Eliane Maria Ribeiro de Vasconcelos, Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Recife-PE.

Enfermeira. Professora Adjunta da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Recife-PE.

 

Referências

Siman AG, Braga LM, Amaro MOF, Brito MJM. Desafios da prática na segurança do paciente. Rev Bras Enferm. 2019;72(6):1504–11. DOI: https://doi.org/10.1590/0034-7167-2018-0441 DOI: https://doi.org/10.1590/0034-7167-2018-0441

Pires IF, Faria VML, Letro MMSO, Prado MRMC, Salgado PO, Souza CC, et al. Avaliação do risco do desenvolvimento de lesões por pressão em pacientes de uma unidade hospitalar. Enferm Foco. 2021;12(6):1098–105. DOI: https://doi.org/10.21675/2357-707X.2021.v12.n6.4729 DOI: https://doi.org/10.21675/2357-707X.2021.v12.n6.4729

Silva LLO, Felix LG, Negreiros RV, Abreu RA. Prevalência e incidência de lesão por pressão em pacientes internados em unidades de clínica médica / Prevalence and incidence of pressure injury in patients hospitalized in medical clinic units. Braz J Dev. 8(3):16138–16149. https://doi.org/10.34117/bjdv8n3-042 DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv8n3-042

Candaten AE, Boeira YB, Barcellos RA. Incidência de lesões por pressão em pacientes internados em unidades de terapia intensiva. Rev Uningá. 2019;56(S2):30–40. DOI: https://doi.org/10.46311/2318-0579.56.eUJ1455 DOI: https://doi.org/10.46311/2318-0579.56.eUJ1455

Chung ML, Widdel M, Kirchhoff J, Sellin J, Jelali M, Geiser F, et al. Risk factors for pressure ulcers in adult patients: a meta-analysis on sociodemographic factors and the Braden scale. J Clin Nurs. 2023;32(9–10):1979–92. DOI: https://doi.org/10.1111/jocn.16260

Ribeiro WA, DIAS LLC, Santos LA, Fassarella BPA, Alves ALN, Neves, KC, Amaral FS, et al. Fatores de riscos para lesão por pressão x Estratégias de prevenção: Interfaces do cuidado de enfermagem no âmbito hospitalar. Rev Pró-univerSUS. 2022;13(1):1-6. Disponível em: http://editora.universidadedevassouras.edu.br/index.php/RPU/article/view/3174 DOI: 10.21727/rpu.13i1.3174 DOI: https://doi.org/10.21727/rpu.v13i1.3174

Avsar P, Moore Z, Patton D, O'Connor T, Budri, AM, Nugent L. Reposicionamento para prevenir úlceras de pressão: uma revisão sistemática e meta-análise. J Wound Care; 29(9):496-508. Available from: https://www.magonlinelibrary.com/doi/abs/10.12968/jowc.2020.29.9.496 DOI: https://doi.org/10.12968/jowc.2020.29.9.496

Sousa SR, Mendonça APF, Pontes EDS, Rocha SRS. Análise da presença de lesão por pressão em pacientes hospitalizados e as principais comorbidades associadas. Res, society development. 2020;9(4):e150943009–e150943009. DOI: http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v9i4.3009 DOI: https://doi.org/10.33448/rsd-v9i4.3009

Melo CM, Bueno ALG, Rossetto TL, Almeida BG, Moretto LB, Diniz MBC. Lesão por pressão em unidade de terapia intensiva: prevalência e fatores associados em pacientes COVID-19. Rev Gaúcha Enferm. 2023;44:e20210345. DOI: https://doi.org/10.1590/1983-1447.2023.20210345.pt Disponível em: https://www.scielo.br/j/rgenf/a/ZcjVQHL84jDbjwnpsGk3Ymk/?lang=pt DOI: https://doi.org/10.1590/1983-1447.2023.20210345.en

Cox J. Risk factors for pressure injury development among critical care patients. Crit Care Nurs Clinics. 2020;32(4):473–88. DOI: https://doi.org/10.1016/j.cnc.2020.07.001 DOI: https://doi.org/10.1016/j.cnc.2020.07.001

Galetto SGS, Nascimento ERP, Hermida, PMV, Busanello J, Malfussi LBH, Lazzari DD. Prevenção de lesões por pressão relacionadas a dispositivos médicos em pacientes críticos: cuidados de enfermagem. Rev Bras Enferm. 2021;74(2): e20200062. Disponível em: https://www.scielo.br/j/reben/a/7Nvg3kfsfyNMqkMzvH8rh4D/?lang=pt DOI: https://doi.org/10.1590/0034-7167-2020-0062 DOI: https://doi.org/10.1590/0034-7167-2020-0062

Tantillo L, Santis JP. Nursing judgment: A concept analysis. Advances in nursing science. 2019;42(3):266–76. DOI: 10.1097/ANS.0000000000000245 DOI: https://doi.org/10.1097/ANS.0000000000000245

Brasil. Portaria MS/GM 529, de 1 de abril de 2013. Institui o Programa Nacional de Segurança do Paciente (PNSP). Brasília-DF: Ministério da Saúde; 2013.

Page MJ, McKenzie JE, Bossuyt PM, Boutron I, Hoffmann TC, Mulrow CD, et al. The PRISMA 2020 statement: an updated guideline for reporting systematic reviews. BMJ [Internet]. 2021;372. Disponível em: https://www.bmj.com/content/372/bmj.n71. DOI: https://doi.org/10.1136/bmj.n71 DOI: https://doi.org/10.1136/bmj.n71

Sousa LMM, Vieira CMAM, Severino SSP, Antunes AV. A metodologia de revisão integrativa da literatura em enfermagem. Rev investigação enferm. 2017;21(2):17–26.

Mendes KDS, Silveira RCCP, Galvão CM. Use of the bibliographic reference manager in the selection of primary studies in integrative reviews. Texto Contexto-Enferm. 2019;28:e20170204. DOI: https://doi.org/10.1590/1980-265X-TCE-2017-0204 DOI: https://doi.org/10.1590/1980-265x-tce-2017-0204

Peters MD, Godfrey CM, Khalil H, McInerney P, Parker D, Soares CB. Guidance for conducting systematic scoping reviews. JBI Evidence Implementation. 2015;13(3):141–6. DOI: https://doi.org/10.1097/xeb.0000000000000050 DOI: https://doi.org/10.1097/XEB.0000000000000050

Pinhasov T, Isaacs S, Garcia MD, Oropallo A, Brennan M, Rao A, et al. Reducing lower extremity hospital-acquired pressure injuries: a multidisciplinary clinical team approach. J Wound Care. 2023;32(Sup7):S31–6. DOI: https://doi.org/10.12968/jowc.2023.32.Sup7.S31 DOI: https://doi.org/10.12968/jowc.2023.32.Sup7.S31

Terno-Heikkinen T, Heikkilä A, Koivunen M, Kortteisto T, Peltokoski J, Salmela S, et al. Nursing interventions in preventing pressure injuries in acute inpatient care: a cross-sectional national study. BMC nurs. 2023;22(198):1–12. DOI: https://doi-org.ez16.periodicos.capes.gov.br/10.1186/s12912-023-01369-8 DOI: https://doi.org/10.1186/s12912-023-01369-8

Coyer F, Cook JL, Doubrovsky A, Campbell J, Vann A, McNamara G, et al. Implementation and evaluation of multilayered pressure injury prevention strategies in an Australian intensive care unit setting. Australian Crit Care. 2022;35(2):143–52. DOI: https://doi.org/10.1016/j.aucc.2021.03.005 DOI: https://doi.org/10.1016/j.aucc.2021.03.005

Vestemberg CV, Almeida, FC, Paixão, GM. Prevenção de lesão por pressão no contexto hospitalar: uma revisão sistemática. Rev CPAQV-Centro de Pesquisas Avançadas em Qualidade de Vida-CPAQV J. 2023;15(1). DOI: 10.36692/V15n1-10R DOI: https://doi.org/10.36692/V15N3-44R

Mendonça PK, Loureiro MDR, Frota OP, Souza AS. Prevenção de lesão por pressão: ações prescritas por enfermeiros de centros de terapia intensiva. Texto Contexto Enferm. 2018;27(4):e4610017. DOI: https://doi.org/10.1590/0104-07072018004610017 DOI: https://doi.org/10.1590/0104-07072018004610017

Azevedo GR, Mendes VC. Fatores de riscos e estratégias de prevenção associados a lesão por pressão em unidade de terapia intensiva. Rev saúde dom alberto. 2021;8(2):193–215.

Dantas DM, Gomes JR de AA, Boaventura AC, de Oliveira MHB, de Oliveira Castro JP, Silva RF, et al. Efetividade de um colchão modelável para posicionamento de pacientes acamados na prevenção de lesão por pressão. Health Residencies J: HRJ. 2022;3(14):55–75. DOI: https://doi.org/10.51723/hrj.v3i14.388

Macêdo SM, Bastos LLAG, Oliveira RGC, Lima MCV, Gomes FCF. Critérios de escolha de coberturas primárias no tratamento de lesões por pressão em pacientes hospitalizados. Cogitare Enferm. 2021;26:e74400. DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v26i0.74400 DOI: https://doi.org/10.5380/ce.v26i0.74400

Publicado

10-01-2024

Como Citar

1.
Santos Sousa Júnior B, Ramos de Lima SG, Lopes da Silva Brandão BM, Pinheiro Ramos V, Ribeiro de Vasconcelos EM. ESTRATÉGIAS DE ENFERMAGEM VOLTADAS À PREVENÇÃO DE LESÃO POR PRESSÃO NO AMBIENTE HOSPITALAR. Rev. Enferm. Atual In Derme [Internet]. 10º de janeiro de 2024 [citado 22º de fevereiro de 2024];98(1):e024253. Disponível em: https://revistaenfermagematual.com.br/index.php/revista/article/view/2029

Edição

Seção

ARTIGO DE REVISÃO