Características maternas e dos recém-nascidos admitidos em uma unidade de terapia intensiva

  • Ana Lívia Castelo Branco de Oliveira Universidade Federal do Piauí
  • Brenda Araújo Lopes Universidade Federal do Piauí
  • Girlene Ribeiro Costa Universidade Federal do Piauí
  • Alessandra Araújo Costa Universidade Estadual do Ceará
  • Lilian Machado Vilarinho de Moraes Universidade Federal do Piauí
  •  Janainna Maria Maia  Centro universitário Santo Agostinho
  • Maria Augusta Rocha Bezerra Universidade Federal do Piauí
Palavras-chave: Assistência à saúde; Unidades de Terapia Intensiva Neonatal; Enfermagem

Resumo

Objetivo: Avaliar as características maternas e dos recém-nascidos admitidos em uma Unidade de Terapia Intensiva Neonatal. Método: retrospectivo, documental e quantitativo. Amostra censitária com 125 prontuários de recém-nascidos admitidos em uma unidade de terapia intensiva neonatal de um hospital regional no Piauí, entre 2017 e 2018. Os dados foram coletados utilizando formulário estruturado e analisados no Statistical Package for the Social Sciences 23.0. A pesquisa teve consentimento ético, parecer n. 2.817.447. Resultados: A maioria das mães dos neonatos tinham entre 20 e 34 anos, viviam em união estável, possuíam ensino médio completo, eram donas de casa e procedentes de municípios circunvizinhos à Floriano. Tiveram gestação única, com mais de cinco consultas de pré-natal, e idade gestacional de até 36 semanas. O percentual de cesáreas se igualou ao de partos normais. Os neonatos em sua maioria, eram do sexo masculino, pardos, com peso adequado ao nascer. Percentual importante dos RN necessitou de reanimação cardiopulmonar e oxigenoterapia. O diagnóstico de admissão mais prevalente foi a Síndrome do Desconforto Respiratório, seguido pela prematuridade. Conclusão: Os neonatos apresentaram variáveis de risco de morbibortalidade, o que sucinta condições de alerta para o monitoramento de agravos e direciona ações voltadas à prevenção de riscos à saúde deste grupo etário.

Biografia do Autor

Lilian Machado Vilarinho de Moraes, Universidade Federal do Piauí

 



 Janainna Maria Maia,  Centro universitário Santo Agostinho

  

 

Maria Augusta Rocha Bezerra, Universidade Federal do Piauí

  

Publicado
2020-08-31
Como Citar
DE OLIVEIRA, A. L.; LOPES, B.; COSTA, G.; COSTA, A.; MORAES, L.; MAIA, JANAINNAM.; BEZERRA, M. A. Características maternas e dos recém-nascidos admitidos em uma unidade de terapia intensiva. Revista Enfermagem Atual In Derme, v. 93, n. 31, p. e-020022, 31 ago. 2020.
Seção
ARTIGO ORIGINAL