USUÁRIOS HIPERTENSOS: CAUSAS E FREQUÊNCIA DE ATENDIMENTOS EM UNIDADE DE PRONTO ATENDIMENTO

Usuários hipertensos: atendimentos em unidade de pronto atendimento

Autores

DOI:

https://doi.org/10.31011/reaid-2024-v.98-n.2-art.1821

Palavras-chave:

Hipertensão, Estratégia saúde da família, Atenção primária à saúde, Doença Crônica, Enfermagem de Atenção Primária

Resumo

Objetivo: Analisar o perfil demográfico e clínico e a frequência de usuários hipertensos atendidos em uma Unidade de Pronto Atendimento e relacionar com a adscrição em Estratégia de Saúde da Família. Métodos: Pesquisa descritiva e documental. Foram analisados os atendimentos de hipertensos a uma Unidade de Pronto Atendimento. Os dados foram analisados por meio da estatística descritiva; teste de qui-quadrado e regressão logística. A pesquisa foi aprovada pelo Comitê de Ética em Pesquisa. Resultados: Foram analisados 1564 prontuários, sendo 61% (954) mulheres e 28% (440). Destes, 65% (1017) eram assintomáticos para a hipertensão arterial sistêmica; 35% (553) dos atendimentos foram considerados frequentes entre os residentes em áreas cobertas pela Estratégia de Saúde da Família. A variável sexo apresentou associação com a frequência de atendimento na unidade de pronto atendimento, p<0,05. Conclusão: Considera-se a necessidade de fortalecer o vínculo entre usuários e as Redes de Atenção à Saúde e organizar um fluxograma de atendimento construído pela equipe multiprofissional. Contribuições para a prática: ferramenta para refletir e repensar o fluxo de atendimento dos pacientes com hipertensão e de seus agravamentos, assim como analisar a demanda de uma unidade de pronto atendimento e auxiliar na estruturação da Rede de Atenção à Saúde

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Maia JDS, Silva AB, Melo RHV, Rodrigues MP, Junior AM. A educação em saúde para usuários hipertensos: percepções de profissionais da estratégia saúde da família. Rev Ciência Plural. [Internet]. 2018 [cited 2023 Fev 17]; 4 (1):81–97. Available from: https://periodicos.ufrn.br/rcp/article/view/13634

Freitas PS, Matta SR, Mendes LVP, Luiza VL, Campos MR. Uso de serviços de saúde e de medicamentos por portadores de Hipertensão e Diabetes no Município do Rio de Janeiro, Brasil. Ciência & Saúde Coletiva. [Internet]. 2018 [cited 2023 Fev 17];23 (7):2383–92. Available from: http://www.scielo.br/j/csc/a/dgn9SZy3sPNZ9ynwRcbqGpw/?lang=pt

Organização Pan-Americana da saúde. Mundo tem mais de 700 milhões de pessoas com hipertensão não tratada. Organização Pan-Americana da Saúde [Internet]. 2021 [cited 2023 Fev 17]. Available from: https://www.paho.org/pt/noticias/25-8-2021-mundo-tem-mais-700-milhoes-pessoas-com-hipertensao-nao-tratada

Barroso WKS, Rodrigues CIS, Bortolotto LA, Mota-Gomes MA, Brandão AA, Feitosa ADM, Machado CA, et al. Diretrizes Brasileiras de Hipertensão Arterial – 2020. Arq. Bras. Cardiol [Internet]. 2021 [cited 2023 Fev 17]; 116(3):516-658. Available from: https://abccardiol.org/article/diretrizes-brasileiras-de-hipertensao-arterial-2020/

Gomes ET, Bezerra SMMS. Níveis pressóricos de pacientes em acompanhamento pelo Programa Hiperdia. ABCS Health Sciences [Internet]. 2018 [cited 2023 Fev 17]; 43(2). Available from: https://www.portalnepas.org.br/abcshs/article/view/1076

Siqueira DA, Riegel F, Tavares JP, Oliveira MG, Crossetti MGOG, Arruda LS. Caracterização dos pacientes atendidos com crise hipertensiva num hospital de pronto socorro. Revista de Enfermagem Referência. [Internet]. 2015 [cited 2023 Fev 17];4(5):27–36. Available from: https://rr.esenfc.pt/rr/index.php?module=rr&target=publicationDetails&pesquisa=&id_artigo=2506&id_revista=24&id_edicao=78

Gomes IV, Sousa LS, Meneses ASS, Mendes JMS, Almeida XSBA, Almeida TCF. Caracterização dos usuários hipertensos atendidos em unidade de pronto atendimento 24 horas. Revista Nursing 21(239): 2114-2118. [Internet]. 2018 [cited 2023 Fev 17]. Available from: https://www.revistanursing.com.br/index.php/revistanursing/issue/view/18/16

Manfroi A, Oliveira FA. Dificuldades de adesão ao tratamento na hipertensão arterial sistêmica: considerações a partir de um estudo qualitativo em uma unidade de Atenção Primária à Saúde. Rev Bras Med Família Comunidade [Internet]. 2006 [cited 2023 Fev 17];2(7):165–76. Available from: https://doi.org/10.5712/rbmfc2(7)52

Arbe G, Pastor I, Franco J. Diagnostic and therapeutic approach to the hypertensive crisis. Medicina clinica [Internet]. 2018 [cited 2023 Fev 17];150(8):317–22. Available from: https://doi.org/10.1016/j.medcli.2017.09.027

Mineli TA, Toneti AN, Lana DM, Nogueira VC, Marchi-Alves LM. Crise hipertensiva entre usuários de um serviço de pronto atendimento: estudo retrospectivo. Rev Enferm UERJ [Internet]. 2018 [cited 2023 Fev 17];26(0):30111. Available from: https://www.e-publicacoes .uerj.br/index.php/enfermagemuerj/article/view/301 11/26207

Siqueira DS, Riegel F, Graça de Oliveira Crossetti M, Tavares JP. Perfil de pacientes com crise hipertensiva atendidos em um Pronto Socorro no sul do Brasil. Rev Enferm UFSM [Internet]. 2015 [cited 2023 Fev 17];5(2):224–34. Available from: https://doi.org/10.5902/2179769215316

Prefeitura Municipal de São Carlos [São Paulo]. Secretário Nacional de Economia Solidária e Superintendente do Trabalho estarão em São Carlos para Participar de Inaugurações da Prefeitura. São Carlos [Internet]. 2018 [cited 2020 Jun 13]. Available from: http://www.saocarlos.sp.gov.br/index.php/noticias-2018/172728-secretario-nacional-de-econom ia-solidaria-e-superintendente-do-trabalho-estarao-em-sao-carlos-para-participar-de-inaugurac oes-da-prefeitura.html

Prefeitura Municipal de São Carlos (BR). Unidades de saúde [Internet]. 2020 [cited 2020 Jun 2]. Available from:http://www.saocarlos.sp.gov.br/index.php/saude/115420-unidades-desaude.html

Coutinho AAP, Cecílio LCO, Mota JAC. Classificação de risco em serviços de emergência: uma discussão da literatura sobre o Sistema de Triagem de Manchester. Rev. méd. Minas Gerais [Internet]. 2012 [cited 2023 Fev 17];22(2). Available from: https://pesquisa.bvsalud .org/portal/resource/pt/lil-684759

Grupo Brasileiro de Classificação de Risco. Diretrizes para implementação do sistema Manchester de classificação de risco nos pontos de atenção às urgências e emergências como implementar o sistema [Inernet]. Belo Horizonte-MG: Grupo Brasileiro de Classificação de Risco; [2020]. [cited 2023 Fev 17]. Disponível em: https://www.gbcr.org.br/wp-content/uploads/2021/03/DIRETRIZES.pdf

Pines JM, Buford K. Predictors of frequent emergency department utilization in Southeastern Pennsylvania. J Asthma [Internet]. 2006 [cited 2023 Fev 17];43(3):219–23. Available from: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/16754525/

Huang JA, Lai CS, Tsai WC, Weng RH, Hu WH, Dar YY. Determining factors of patient satisfaction for frequent users of emergency services in a medical center. J Chin Med Assoc. 2004 Aug;67(8):403-10.

Blank FSJ, Li H, Henneman PL, Smithline HA, Santoro JS, Provost D, et al. A descriptive study of heavy emergency department users at an academic emergency department reveals heavy ED users have better access to care than average users. J Emerg Nurs [Internet]. 2005 [cited 2023 Fev 17];31(2):139–44. Available from: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/15834378/

Souffront K, Gestal C, Melkus GDE, Richardson L. Recognition of Asymptomatic Hypertension in an Urban Emergency Department: Where Are We Now? Adv Emerg Nurs J [Internet]. 2016 [cited 2023 Fev 17];38(4):320–6. Available from: https://pubmed.ncbi.nlm. nih.gov/27792074/

Sousa LS, Pessoa MAS, Oliveira RPP, Meneses ASS, Costa LM, Alves NR et al. Caracterização sociodemográfica e clínica dos pacientes hipertensos não controlados atendidos em uma unidade de pronto atendimento. Revista Nursing. 22(255): 3088-3094. [Internet]. 2019 [cited 2023 Fev 17]. Available from: https://pesquisa.bvsalud.org/portal/resource/pt/biblio-1025964

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Estatísticas Sociais [Internet]. Rio de janeiro: IBGE; [cited 2020 Jun 2]. Available from: https://agenciadenoticias.ibge.gov.br/agencia-sala-de-imprensa/20 13-agencia-de-noticias/releases/26104-em-2018-expectativa -de-vida-era-de-76-3-anos

Lobo LAC, Canuto R, Dias-da-Costa JS, Pattussi MP. Tendência temporal da prevalência de hipertensão arterial sistêmica no Brasil. Cad Saúde Pública [Internet]. 2017 [cited 2023 Fev 17];33(6). Available from: https://doi.org/10.1590/0102-311X00035316

Taliari JDS, Sparapagni JS, Ramos NCA. Hipertensão arterial sistêmica no climatério e na menopausa. Unifunec ciências da saúde e biológicas [Internet]. 2019 [cited 2023 Fev 17];3(5):1–13. Available from: https://seer.unifunec.edu.br/index.php/rfce/article/view /2829

Oliveira G, Schimith MD, Silveira VN. Fatores de risco cardiovascular em mulheres: revisão integrativa da literatura. Enferm Brasil [Internet]. 2019 [cited 2023 Fev 17];18(6):799–815.

Available from: https://portalatlanticaeditora.com.br/index.php/enfermagem brasil/article/view/2140/html

Ministério da Saúde (BR). Secretaria de Atenção à Saúde Departamento de Atenção Básica B. Estratégias para o cuidado da pessoa com doença crônica: hipertensão arterial sistêmica. 2013 [cited 2023 Fev 17]; Available from: www.saude.gov.br/doencascronicas

Souza LC, Ambrosano GMB, Moraes KL, Fonseca EP, Mialhe FL. Fatores associados ao uso não urgente de unidades de pronto atendimento: uma abordagem multinível. Cadernos Saúde Coletiva [Internet]. 2020 [cited 2023 Fev 17];28(1):56–65. Available from: https://doi.org/10.1590/1414-462X202000280354

Mata JGF, Filho MBG, Cesarino CB. Adesão ao tratamento medicamentoso de adultos autorreferidos com diagnóstico de hipertensão. Saúde e Pesquisa [Internet]. 2020 [cited 2023 Fev 17];13(1):31–49. Available from: https://doi.org/10.17765/2176-9206.2020v13n1p31-49

Moraes AIS, Rizzo MS, Oliveira REF, Vaz T, Marques T, Soares C, et al. Diagnósticos de enfermagem: disposição para controle da saúde melhorado e controle ineficaz da saúde em hipertensos. Cuid. Enferm. 2019. Available from: http://www.webfipa.net/facfipa/ner/sumarios/cuidarte/2019v2/111.pdf

Fabrizzio GC, Marocco KC, Geremia DS, Costa LCG, Galupo AMM. Redes de atenção à saúde e as demandas dos usuários pela Unidade de Pronto Atendimento: Conflitos e possibilidades. Journal of Management Primary Health Care [Internet]. 2018 [cited 2023 Fev 17];9(0). Available from: https://doi.org/10.14295/jmphc.v9i0.572

Ferreira MA, Iwamoto HH. Determinantes da adesão ao tratamento de usuários com hipertensão cadastrados no programa hiperdia da atenção primária à saúde. Ver Mineira Enferm [Internet]. 2017 [cited 2023 Fev 17];21(0):1–7. Available from: http://dx.doi.org/10.5935/1415-2762.20170047

Publicado

09-05-2024

Como Citar

1.
Pinto G de S, Santos Pereira HN, Camargo AJ, Rodrigues RCP, Uehara SC da SA. USUÁRIOS HIPERTENSOS: CAUSAS E FREQUÊNCIA DE ATENDIMENTOS EM UNIDADE DE PRONTO ATENDIMENTO : Usuários hipertensos: atendimentos em unidade de pronto atendimento. Rev. Enferm. Atual In Derme [Internet]. 9º de maio de 2024 [citado 30º de maio de 2024];98(2):e024306. Disponível em: https://revistaenfermagematual.com.br/index.php/revista/article/view/1821

Edição

Seção

ARTIGO ORIGINAL